Sexta-feira, 28 de Outubro de 2005

- Candidatura de Cavaco


Candidatura de Cavaco é a candidatura do grande capital

Maquilhagem para esconder a real natureza da sua candidatura – uma candidatura de submissão do poder político ao poder económico – e da uma visão instrumental dos partidos que o apoiam pelos homens do grande capital. É este D. Sebastião do século XXI que deixou o País numa profunda crise após dez anos do seu Governo, que se pôs em fuga perante o desastre da sua política e que o povo português maioritariamente condenou e derrotou que se apresenta agora, messiânico, a oferecer a salvação do País. O governante que trocou o futuro e a defesa da nossa agricultura, das pescas e da nossa indústria por uma mão cheia de Ecus que se esvaíram por entre os dedos dos poderosos, como o ouro do Brasil, ficando o País mais pobre e exaurido.
Cavaco Silva faz parte desse cortejo de ex-governantes que têm o monopólio dos espaços de debate, onde se sentam apenas os «prós» e onde os «contras» são, quando são, a flor decorativa para salvar as aparências e que, do alto do seu pedestal e quantas vezes com petulante jactância, passam a vida a dar receitas e a apontar caminhos, mas que sempre que assumiram responsabilidades deixaram o País pior do que o encontraram.
Não há camuflagem que esconda as enormes responsabilidades e as malfeitorias dos governos de Cavaco Silva, a sua arrogância e o seu autoritarismo. E se o tempo as pode fazer esquecer, e as outras candidaturas o deixam passar em branco, a nós compete lembrá-lo.
Foi Cavaco Silva que, durante os dez anos que esteve à frente do governo do País, que protagonizou uma das maiores ofensivas contra os direitos individuais e colectivos dos trabalhadores e deu rosto ao mais grave desrespeito pelos valores e princípios básicos do regime democrático com uma prática governativa à revelia e contra a Constituição da República.
Foi com Cavaco Silva e no seu ciclo governativo que se iniciou o processo de subversão das leis laborais, da lei da greve, dos despedimentos, abrindo as portas aos despedimentos colectivos e ao aumento da idade da reforma das mulheres dos 62 para os 65 anos, que executou o primeiro acto repressivo contra elementos das forças de segurança.
Foi Cavaco Silva que, insensível às injustiças, promoveu um redobrado ataque ao trabalho com direitos, apoiou e incentivou as rescisões e as pré-reformas forçadas de acordo com os interesses do grande capital e aprofundou as desigualdades sociais
Foi com Cavaco Silva no governo que se acelerou o processo de reconstituição das grandes fortunas e de entrega do melhor património público empresarial, nomeadamente as empresas dos sectores básicos ao capital estrangeiro. Olhando para os seus mais destacados apoios é caso para dizer que «amor com amor se paga».
Não é por acaso que ainda hoje Cavaco Silva tem o apoio incondicional dos grandes senhores do dinheiro e dos grandes interesses, dos Belmiros, dos Teixeira Pinto do BCP, dos Dias Loureiro do BPN.
Realidade bem patente também nos apoios e na constituição do núcleo duro da sua campanha, a começar pelo seu director de campanha, um dos fundadores do conclave do Beato e acérrimo defensor dos despedimentos selvagens.
Foi Cavaco Silva, o responsável pela entrada sem preparação de Portugal na moeda única que conduziu à perda de mais de 20% da nossa competitividade em relação à média europeia.
É este o candidato da instabilidade democrática com o qual a direita acalenta a esperança de subversão do sistema de poder constitucionalmente consagrado e de um presidencialismo autocrático. Esta é a candidatura que se impõe derrotar no próximo mês de Janeiro!

A Bandeira Vermelha editou às 20:25

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Junho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

pesquisar

 

Artigos Recentes

Não calam a censura. Ela ...

Moção de censura ao Gover...

GREVE GERAL dia 22 Março ...

O partido que esclarece, ...

Rejeitar o programa de ag...

Intervenção de Jerónimo d...

Faz pensar...

VOTE CDU

O PS não compreendeu... n...

Participa...

Arquivos

Junho 2012

Março 2012

Setembro 2011

Março 2011

Setembro 2009

Maio 2009

Abril 2009

Dezembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Janeiro 2007

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Junho 2005

Maio 2005

Mundo Laboral


A voz do proletário

Reforma Agrária

Esquerda Portuguesa


Partido Ecologista Os Verdes

Partido Comunista Português

Juventude Comunista Portuguesa

PCP - Boletim «O Militante»

Jornal «Avante!»

Sindicato - esquerda


CGTP - Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses

Esquerda no mundo


PCdoB - Partido Comunista do Brasil

VERMELHO . A esquerda bem informada.

PARTIDO COMUNISTA DE ESPAÑA

Κομμουνιστική Νεολαία Ελλάδας  Αρχική Σελίδα

Communist Party of Greece

Partido Comunista de Cuba

Camaradas de luta


Poder Popular

Explorados e Oprimidos

Vítimas do terrorismo

O Revolucionário

Unidade POVO/MFA


Bandiera Rossa

O anti-capitalista

O Verdadeiro Socialismo

ESPAÑA ROJA

Rádio e videos online




Estou no...


Estou no Blog.com.pt



PORTUGAL, ontem, hoje e sempre...
 

blogs SAPO

subscrever feeds

tags

todas as tags